A Enfermeira


A enfermeira é uma lenda urbana que até algum tempo atrás rondava os hospitais,ela era contada como forma de aviso alertando os médicos jovens para nunca aprontarem nada em seu turno de trabalho.

Havia uma garota que tinha acabado de se formar na escola de enfermagem e logo começou a trabalhar em um hospital,ela amava a sua profissão,mas todos no hospital a achavam quieta demais e estranha,ela não se misturava com as pessoas e também não gostava da bagunça que um grupo de jovens médicos faziam,pois trabalhava horas a fio e não conseguia dormir com o barulho dos médicos,passado um tempinho a jovem enfermeira começou a reclamar dos médicos na recepção e vendo que não surtia efeito decidiu reclamar na direção do hospital.

Os médicos ficaram muito contrariados e receberam algumas punições e logo após essas punições a enfermeira não parou mais de reclamar,com o passar do tempo os médicos foram ficando com ódio da enfermeira e passaram a elaborar um plano para se vingarem.

Finalmente um dos médicos tivera uma ótima idéia e com o consentimento dos outros passaram a por em prática o plano.

Naquela mesma noite um dos médicos foi até o necrotério do hospital e serrou o braço de um corpo,logo em seguida ele mostrou aos colegas e juntos foram rumo ao quarto de descanso da enfermeira, a enfermeira passou por eles e recebeu um boa noite educado o que a fez ficar desconfiada de que talvez eles estivessem aprontando algo, mas como nada aconteceu ela entrou no quarto para descansar.

Os médicos esperaram um pouco e quando tiveram certeza de que a enfermeira dormia colocaram o braço ao lado dela na cama,ficaram parados na porta até de madrugada com a esperança de ouvirem os gritos desesperados da enfermeira,mas ela não deu nem sinal de ter assustado,então furiosos e frustrados decidiram ir dormir.

No dia seguinte já esperavam a cara enfurecida da enfermeira,mas não houve nem sinal de sua presença,então alarmados decidiram ir até o seu quarto,bateram na porta e ninguém abriu,então decidiram entrar e encontraram uma cama bagunçada com algumas marcas de sangue e nem sinal da enfermeira,um dos médicos decidiu abrir a porta do closet e para sua surpresa o que ele viu enregelou os seus ossos

A enfermeira estava encolhida no canto do armário,com os olhos revirados,um ar totalmente insano e os cabelos brancos,tinha envelhecido muito e havia sangue em todas as partes do closet e em sua boca havia um pedaço do que antes havia sido um braço decepado,ao olhar para o médico ela largou o braço e com um sorriso demente e cruel ela sussurrou baixinho para o terror de todos que estavam no quarto: comida...

Nenhum comentário:

Postar um comentário