A Garota na Fotografia



Em um dia na escola, um garoto chamado Bruno estava sentado em sua classe durante a aula de matemática. Faltavam 5 minutos para a aula terminar. Estava fazendo alguns exercícios, quando ao olhar pela janela da sala em um momento de distração,algo chamou sua atenção: No pátio externo tinha algo parecido com uma foto no chão.

Assim que sua aula acabou, ele correu até o lugar onde havia visto a foto. Ao pegá-la sorriu… Na foto havia a imagem da garota mais linda que ele tinha visto. Seus cabelos eram lisos e negros; usava um vestido apertado com sandália vermelha, e sua mão direita estava em posição de um sinal em forma de “V” formado com os dedos indicador e médio. Ele correu o mais rápido que podia para que ninguém tentasse pegar a foto ou encontrar a garota antes dele

. Ela era tão linda que ele a quis conhecer. Percorreu então toda a escola perguntando para todos que passavam se alguém já tinha visto aquela garota. Mas todos respondiam – “Não”. Ele estava arrasado.

Quando chegou em casa, perguntou para sua irmã mais velha se ela a conhecia, mas infelizmente obteve a mesma resposta – “Não.” Já era tarde quando Bruno subiu as escadas, colocou a foto na cabeceira de sua cama e dormiu.

No meio da noite Bruno foi acordado por um barulho na janela. O barulho era parecido com o de uma unha batendo no vidro.O medo invadi-o. Após as batidas ele ouviu uma risadinha. Ao olhar para a janela viu uma sombra próxima a ela, então ele saiu da cama, andou até a janela, abriu e procurou pelo lugar origem da risada ouvida anteriormente. Porém após abrir a janela, a risada cessou, não possibilitando descobrir onde a mesma iniciara.

No dia seguinte, continuou suas buscas perguntando para seus vizinhos se eles conheciam a garota. A resposta era sempre a mesma: – “Desculpe, não.”. Perguntou até mesmo para sua mãe se conhecia aquela misteriosa garota, contudo obteve a mesma resposta das outras pessoas. Bruno retornou ao seu quarto, e como no dia anterior colocou a foto na cabeceira e dormiu.

Novamente ele foi acordado pelas batidas na janela. Pegou então a foto e seguiu as risadinhas. Desceu as escadas, saiu de sua casa sempre ouvindo aquelas risadas… Sempre ouvindo-as, Bruno não percebeu que estava no meio da rua. Porém era tarde demais…um carro que estava percorrendo aquele trajeto o atinge subitamente.

Após o impacto, o motorista rapidamente sai do carro para tentar socorre-lo. No entanto Bruno já estava morto.

Em meio a suas mãos ensaguentadas, o motorista vê uma fotografia e a pega.

Ele avista uma linda garota com dois dedos levantados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário